fbpx

Bate e volta em Petrópolis – Cidade Imperial

Como alguns aqui já sabem, sempre morei no Rio de Janeiro, mas de 2015 eu e minha família nos mudamos para Fortaleza/CE e em 2016 nos mudamos para Barueri/SP, onde moramos atualmente.

Um local no Rio de Janeiro que sou apaixonada é a cidade de Petrópolis, mais conhecida como Cidade Imperial, já fui várias vezes, mas desde que me mudei do Rio de Janeiro não havia voltado mais lá.

A cidade fica em torno de 70 km da capital do Rio de Janeiro, então, os cariocas que pretendem fazer um bate e volta, podem fazer tranquilamente, pois não é uma viagem cansativa. Para quem mora mais longe, precisa se programar para se hospedar pelo menos 2 dias na cidade.

Como eu e meus 2 filhos estávamos passando o feriado de Corpus Christi na casa da minha mãe no RJ, coloquei eles, minha mãe e meu irmão no carro e fomos turistar em Petrópolis. (maridão ficou em SP).

Minha intenção de visitar a cidade foi de levar Arthur (9 anos) conhecer um pouco mais sobre a história do nosso período Imperial, viver a história, sentir a história, e foi demais, pois ele ficava o tempo todo falando que está estudando sobre isso na escola, que vai falar para seus amigos e professora todos os lugares que visitou!!! Isso não tem preço.

É um passeio que recomendo para toda família.

Sobre a história de Petrópolis

A mesma foi fundada por Dom Pedro II, para que sua família pudesse ter momentos de lazer e repouso e também pudessem passar o verão em um lugar de clima mais agradável. Hoje a Cidade tem o nome em sua homenagem.

O Palácio Imperial

Em 1822, o imperador brasileiro dom Pedro I, a caminho de Minas Gerais pelo Caminho do Ouro, hospedou-se na fazenda do padre Correia e ficou encantado com a região. Adquiriu uma fazenda vizinha, a Fazenda do Córrego Seco, que passou a ser chamada Imperial Fazenda da Córrego Seco,onde pretendia construir um palácio.

Seu filho, dom Pedro II, em 16 de março de 1843, assinou um decreto imperial pelo qual determinava o assentamento de uma povoação (a ser formada com a vinda de imigrantes alemães) e a construção do sonhado palácio de verão, cuja pedra fundamental foi assentada pelo Imperador em maio de 1845, e que ficou pronto em 1847. Concebida pelo major Júlio Frederico Koeler, é tida como a segunda cidade projetada do Brasil (depois de Recife, projetada na época dos holandeses), sendo composta de um núcleo urbano – a cidade (hoje, o Centro), onde se encontravam o Palácio Imperial, prédios públicos, comércio e serviços. Saiba mais em Wikipedia

Como chegar

A vantagem de ir de carro é que você vai parando em alguns pontos durante a viagem e principalmente em alguns Mirantes. Mas se não for possível, não tem problema.

  • De Carro | Siga como se estivesse indo para o Aeroporto Internacional do RJ, mais conhecido como Galeão, e chegando na altura da Ilha do Fundão, você verá placas indicando sentindo Petrópolis. Não tem erro, você vai pegar a Rodovia Whashington Luiz e seguir reto. Vai passar por pedágio e logo após será a subida da serra. Tudo muito bem sinalizado. Só não gostei da qualidade do asfalto, então, redobre a atenção.
  • De ônibus| A viação Única que realiza o trajeto, saindo da Rodoviária Novo Rio, ou do Terminal Menezes Cortes. A passagem custa R$28,79 (pode consultar por aqui). Importante informar que a Rodoviária de Petrópolis é afastada do centro, mas tem condução (integração) para o centro da cidade.

Onde visitamos:

 1. Museu Imperial

O Palácio Imperial é a principal atração da cidade, onde foi a residência da família de Dom Pedro. Lá você encontra roupas, coroa, quadros, móveis, ou seja, verdadeiras relíquias da época Imperial.

Tem a opção de fazer visita guiada.

Assim, iniciamos nossa viagem pelo Museu Imperial que fica bem no centro da cidade. Pode estacionar o carro tanto na rua com em estacionamento privado.

Conseguimos deixar o carro na rua lateral da Catedral de Petrópolis e fomos andando até o Museu.

O valor do ingresso é simbólico. R$10,00 reais inteira e R$5,00 meia no Museu, e só aceitam pagamento em dinheiro. Sorte que tinha R$20,00 na carteira 🙁

Endereço: Rua da Imperatriz, 220. No site oficial consegue consultar preços e horários

Bolsas: só pode entrar com bolsas até 30 cm, se for maior, tem um guarda volumes em frente a bilheteria gratuito.

Depois que saímos do museu, ficamos brincando nesse pequeno e discreto Jardim da Família imperial 😂 Um sonho!!!

As crianças rolaram no chão de tanto brincar. Foi bem divertido.

 2. Catedral de Petrópolis | Catedral Pedro de Alcântara

De lá, voltamos a pé e fomos visitar a Catedral de Petrópolis (justamente onde estão os restos mortais da Princesa Isabel, D. Pedro II, sua esposa, a I mperatriz D.Tereza Cristina e Conde d’Eu.).

 3. Casa de Santos Dumont

Imagem extraída do site http://canalpetropolis.com.br/2015/10/museu-casa-de-santos-dumont-tem-programacao-gratuita-para-o-dia-do-aviador/

Depois fomos para a Casa de Santos Dumont, mas infelizmente não conseguimos entrar pq esqueci de sacar dinheiro, e estava na esperança que aceitava cartão de débito, mas estava errada 😔.

Lá é a casa onde morou o Pai da Aviação, e hoje funciona como museu. Quase em frente tem o Relógio das Flores para conhecer.

Endereço: Rua do Encanto, 22 – Centro
Tel.: (24) 2247-5222
Crianças até 6 anos e maiores de 65 anos: acesso livre

 3. Palácio Quintandinha

De lá fomos para o Palácio Quitandinha (lá aceitava débito 😂🙈). Bem legal a visitação.

Foi construído para ser um cassino de alto luxo com hotel para alta classe em 1940, mas hoje e gerenciado pelo Sesi e pode fazer visitação.

Endereço: Av. Joaquim Rolla, 2
Informações no site oficial para valores e horários

 3. Bauernfest (Festa Alemã)

Não visitamos mais nada, pois a cidade estava um bem cheia. O trânsito estava um caos, por conta da tradicional Festa Alemã chamada Bauernfest.

Por esse motivo, não almoçamos lá na cidade, nem me arrisquei para ir em algum lugar para sacar dinheiro. Para achar um local para estacionar o carro foi um sufoco.

Mas tirando o trânsito caótico, que não é normal na cidade, foi um dia maravilhoso.

Quem conhece essa linda cidade ou tem vontade de conhecer?

Gostou?
Compartilhe com seus amigos!

Faça uma visita e participe da nossa Fanpage e Instagram, onde diariamente levamos várias ideias e dicas para este universo das festas.
Bjs e até a próxima!
Ana Paula Novais

Pin It on Pinterest