fbpx

DIÁRIO DO DESMAME NOTURNO DO DAVI – 2 ANOS

Vim compartilhar minha experiência pessoal com vocês através deste diário do desmame noturno do meu Davi de 2 anos.

O Davi mama no peito até hoje, e inclusive precisa do peito para dormir à noite. Hoje ele possui 2 anos e 1 mês e desde que nasceu nunca dormiu uma noite inteira direto (nem eu), ou seja, sempre acordou de 3 a 5 vezes à noite pedindo peito.

Tinha noite que eu não dormia no quarto com meu marido, pelo fato de ter que acordar esse número de vezes à noite, pra mim era melhor ficar no quarto direto com ele, e toda vez que ele resmungava, já oferecia o peito e o mesmo pegava no sono.

Mas nos últimos meses, essa rotina começou a me incomodar, pois com 2 anos, já estava mais do que na hora, ou melhor, já tinha passado o momento dele dormir à noite inteira. Isso resultava numa péssima qualidade de sono para nós dois. Conclui que ele não sabia dormir, e cabia à mim ensiná-lo a dormir.

Na escolinha ele sabe dormir sozinho

Como ele fica uma boa parte do dia na escolinha, perguntei como ele dormia após o almoço e descobri que simplesmente ele deita no colchão, a tia dá uns tapinhas no bumbum e ele pega no sono, ou seja, sozinho, ou seja, ele sabe dormir.

Ocorre que ele me associou de forma negativa, ou seja, só consegue dormir em casa se estiver mamando no peito.

Quando foi na semana passada, tive um almoço de negócios e lá estava a Ana do @aboutiquefestas com a bebezinha dela de 5 meses, e ela me contou que a bebê dorme às 19h e só vai acordar no dia seguinte. Fiquei pasma e ela me passou algumas dicas, inclusive me indicou uma consultoria de sono online da Eliana Dias (https://elianadias.com.br/). Atenção, caso for adquirir o curso, coloque o cupom de desconto FESTA10 para garantir 10% de desconto.

No dia seguinte comprei essa consultoria do sono e assisti toda a aula no mesmo dia. Só fiquei frustrada pq a médica disse que as dicas dela são para crianças que dormem no berço, e o Davi já dorme na cama casinha dele.

Mas não desisti, e tentei adaptar algumas dicas para minha realidade.

Desmame noturno do Davi 2 anos

APRENDI NO CURSO

A primeira dica que aprendi é que: a culpa da rotinha do sono é exclusivamente minha. Eu deixei ele viciar em várias coisas, inclusive apenas dormir mamando no peito. Logo, a iniciativa de mudar isso também é exclusivamente minha.

Aprendi que se a criança acorda cedo ela vai dormir cedo/ Se a criança acorda tarde, ela vai dormir tarde. Ela precisa de uma janela de 12 horas desde que acorda até a hora de dormir à noite.

Ex: se a criança acorda às 7h, quando for às 19h ela já estará com sono. Se acorda 12h, ela só vai sentir sono à partir das 24h.

Que uma criança de 2 anos precisa dormir à tarde no máximo 1h ou 1h e 20m. Não pode deixar mais, para que ela possa dormir cedo à noite.

Eu sempre ia para cama com ele por volta das 23h, pois antes disso ele não sentia sono, e detalhe, antes de dormir, ficava mamando no peito e assistindo desenho no celular (era minha realidade, infelizmente).

Consultora de sono online da Eliana Dias (https://elianadias.com.br/). Atenção, caso for adquirir o curso, coloque o cupom de desconto FESTA10 para garantir 10% de desconto.

PRIMEIRA NOITE

Na primeira noite conversei com o Davi e disse que ele iria dormir sem mamar mamãe. Fomos para a cama às 20:30h (bom horário levando em consideração que eu só deitava com ele a partir das 23h), deixei ele mamar um pouco sem pegar no sono, sem celular, sem qualquer tipo de luz, deixei o quarto escuro, e confesso que ele não lembrou do celular.

Depois de um tempinho mamando disse que ele precisava ir para caminha e dormir sem mamar mamãe. Ele rolou para um lado e para o outro, pediu para mamar, eu disse que não podia mais, que a mamãe iria dormir e que ele precisava dormir. Chorou, chorou e chorou, mas precisei ser mais resistente.

Uma das principais regras é ser mais resistente que a criança, saber impor limites, que ela irá chorar, normal, faz parte, pois é a forma de se comunicar, mas que não vai traumatizar, pois o mais importante ela tem, que é a mamãe ali do lado dele dando muito amor e carinho nessa adaptação.

Ele colocava a cabeça na minha barriga para dormir, rolava para um lado e para o outro, até que eu o venci pelo cansaço, ele deitou no travesseiro dele, mas fez questão que eu jogasse meu braço por cima dele, e então finalmente pegou no sono.

Acordou a primeira vez

De madrugada acordou, pediu mamá, e eu disse que não, que a mamãe estava dormindo e que ele deveria dormir.

Ele chorou, mas depois deitou e dormiu!

Como a adaptação dele está sendo na cama casinha, continuo no colchão ao lado dele, e também estou aproveitando que meu marido está viajando para mudar essa rotina, que posso dizer que está dando certo.

Acordou a segunda vez

Ele acordou uma segunda vez, sentou na cama, e falei a mesma coisa: vai dormir que a mamãe está dormindo e por incrível que pareça não pediu peito e dormiu.

Acordou na terceira vez e resmungou mais um pouco, repeti a frase acima, mas ele não aceitou muito, chorou, mas depois pegou no sono. Na primeira noite consegui ser mais resistente do que ele.

Quando foi às 7h o tirei da cama parabenizando que ele tinha se comportado bem e parabenizando que ele foi dormir sem mamar mamãe.

Então ele pediu para mamar e eu disse que podia, pois ele havia se comportado muito bem e podia sim, que só não pode mamar à noite.

Então, além da minha iniciativa, resistência, paciência, estou dialogando muito com ele. Repetindo varias vezes sim, para ele entender que sua rotina está mudando.

Não subestime seu filho. Ele entende tudo que falamos. Eu imaginava que não, mas por experiência própria, ele está compreendendo tudo.

Nesse processo o mais importante é que não podemos ceder aos choros, pois pode desandar tudo. Precisamos ter pulso firme e dizer que somos nós quem ditamos as regras.

O que eu estou fazendo é ensinar o Davi a dormir, ele não sabe! E o mais importante, que ele possa ter uma qualidade de sono que também vai refletir positivamente em mim.

São poucas as crianças que nascem sabendo dormir, a maioria não sabe, e cabe a nós ensiná-las.

O sono é muito importante na fase do crescimento da criança, e a médica disse tb que a criança nessa idade não precisa se alimentar à noite, ela precisa dormir, e que além disso o corpo deles e o nosso tb precisa desse período de jejum noturno.

Então, por mais que seja um processo chato e talvez até doloroso, é necessário para a qualidade de vida da criança, e consequentemente para nós mães, que consequentemente vai refletir em todo núcleo familiar daquela casa.

No próximo post falo sobre o segundo dia.

Gostou?
Compartilhe com seus amigos!

Faça uma visita e participe da nossa Fanpage e Instagram, onde diariamente levamos várias ideias e dicas para este universo das festas.
Bjs e até a próxima!
Ana Paula Novais

Pin It on Pinterest